Relação entre arquitectura e decoração

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Relação entre arquitectura e decoração

Mensagem  Admin em Sex Jan 22, 2010 6:10 am

Questão delicada, porém
atrevo-me a afirmar que a arquitectura é a sua mestra ou, expressando-me melhor, o seu conjunto de restrições. Os arcos romanos -
bizantinos - e góticos expressavam a dificuldade do homem para vencer
as forças de tracção na flexão! Uma curiosidade histórica da engenharia
estrutural. Depois, com o aço e o concreto armado, os vãos
tornaram-se realmente livres, permitindo novos voos para construtores ,
arquitectos e decoradores de interiores.

A decoração ,propriamente dita, surge apenas após o Renascimento.
Caberia destacar especialmente o empenho, nesse sentido, dos reis
Luises da França- Luís XIV, XV e XVI. E, em particular, Luís XIV, o Rei
Sol, construtor do magnífico Palácio de Versailles.

O mais importante significado da decoração no mundo moderno parece-me que é tentar dar equilíbrio e harmonia a um conjunto de
peças, cores, ,objectos, obras de arte,etc, com formas e texturas
diversas, concebidas quase sempre em diferentes contextos históricos
(denominados estilos, em outras palavras, épicos) dentro de um
determinado espaço ( definido por piso, paredes e tecto - o contorno,
enfim- no caso da decoração de interiores) tendo por finalidade dar
conforto e prazer a quem utiliza o ambiente. Tarefa nada fácil.
Sobretudo, num mundo de mudanças tão rápidas.

Novas necessidades embaladas em novos materiais e tecnologias
surgem do dia para a noite. A electricidade, o telefone, a televisão, o
computador,etc. Além disso, os hábitos, no decorrer do desenvolvimento
sócio-económico, mudam e surgem os bares, restaurantes e hotéis.
Como bem precisou Gardel, nada é eterno. Eis aí a questão. A premissa para esses argumentos é a de tratar-se de sociedades com certo nível de desenvolvimento social e cultural, pois,
como bem afirmam os autores de World Furniture (editado por Noel
Rilev, New Jersey,1989) "furniture is a better cultural barometer than
either" (os móveis são, dentre todos, o melhor barómetro cultural).

A decoração aparece, primeiramente nesse mais recente sentido , nos palácios e cortes. Posteriormente, a partir do século XIX, tende a tornar-se mais tangível para as classes menos abastadas no Primeiro Mundo. O estilo Biedermeier - tentativa alemã para a popularização do mobiliário e da sua industrialização - é nesse aspecto extremamente revelador. Mas é apenas a partir deste século (XX) que ela passa a existir
em larga escala. Tornou-se uma verdadeira necessidade. Desdobrou-se, além do mais, no paisagismo.

Pari passu com o surgimento dos decoradores surgiram os designers. São inúmeros os exemplos, no entanto, mesmo num texto curto como esse não posso esquecer o nome de Thomas Chippendale no século XVIII.
Dedicavam-se, como até hoje o fazem, aos projectos-designs- de peças, objectos,etc.

A maioria das pessoas tende a confundir, um decorador e um designer, por isso insisto em tentar estabelecer essa diferença.
O designer resolve elementos individuais, peças, objectos etc, não espaços.
O decorador, como afirmei acima, tenta dar
harmonia á combinação de diferentes peças, criadas por diferentes designers, em diversos períodos históricos. Esta é a sua arte (nada fácil).

O decorador deve educar constantemente os seus olhos através de visitas a museus, do
olhar para pinturas, esculturas, livros, revistas, móveis, edifícios,etc.
Pois "os olhos" precisam ser educados.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 38
Data de inscrição : 22/01/2010

Ver perfil do usuário http://artededecorarap.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum