História da Decoração

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História da Decoração

Mensagem  Admin em Sex Jan 22, 2010 6:06 am

A palavra tem origem na antiga Roma- decoratione- mas o seu
conceito remonta aos egípcios.
Curiosamente, de todas as línguas
neolatinas, o italiano é o único idioma que utiliza outra palavra para a
ideia: arrendamento, o inglês, a mais importante língua do mundo
moderno, também a utiliza - decoration.

Decorar, como diz o importante historiador, poeta, etc, Edward
Lucie-Smith - Furniture: a Concise History ,Thames and Hudson , em
termos históricos , era uma tarefa supérflua. Claro, os povos nômades,
dos quais descendemos, não tinham essa preocupação. Depois, surgiram
a casa, os templos, os palácios,etc.

Na sua primeira e mais conhecida acepção, decorar significa embelezar.
Uma simples observação da cadeira e escabelo (footstool, ottoman) na
tumba de Tutakamon deixa claro esse aspecto. Havia a preocupação
nítida de decorar o objecto, ou seja, neste caso a cadeira. Assim, decorar significava
ornamentar móveis, vasos, ânforas,etc ;introduzir neles uma série de
novas linhas, ornamentos em baixo ou alto relevo.

Em algumas ocasiões, utilizavam-se materiais diferentes para essa
finalidade. Ou então, como no caso de peças feitas de madeira,
combinavam-se diferentes variedades, sendo a mais nobre, por
exemplo o ébano, a função de ornato. De qualquer forma, o leitmotiv
era a elaboração de um efeito visual que proporciona-se prazer e
conforto espiritual.

Em algumas oportunidades, como por exemplo nos afrescos ou ânforas,
os motivos eram relatos de grandes feitos humanos ou tragédias - como
guerras, conquistas, etc. Nestes casos, constituíram peças fundamentais
para a compreensão da história humana.
Esta é, sem dúvida, a sua
primeira e mais comum acepção.

Mas, o que leva o homem a criar obras de arte? H. W. Janson, na sua
monumental obra A História da Arte (Fundação Calouste Gulbenkian,
Lisboa,1989) afirma que a arte tem origem na necessidade do homem de
decorar, enfeitar o mundo que o cerca, embelezar a sua vida e a do seu
habitat.. Os afrescos - desenhos, nas cavernas, são testemunhos
incontestáveis, desde os primórdios, de tal raciocínio. Nesse sentido , a
necessidade humana da decoração termina por desdobrar-se em artes
maiores: a pintura e escultura. É a mater.

Avancemos um pouco no seu conceito e história. No princípio, os
primeiros objectos foram as cadeiras, escabelos, baús e camas. A cadeira
era símbolo de poder e daí, creio, o escabelo era uma necessidade para
igualar, na horizontal, a visão do superior à do subordinado.
Posteriormente, ele cairá em desuso.
A história da decoração, nos seus
primórdios, confunde-se com a do mobiliário. E, é claro que assim o
seja pois, o mobiliário foi e continua a ser o elemento essencial na decoração.

A Idade Média nada nos deixou de interessante nesse campo. O século
XV, além do nascimento da imprensa, por Gutemberg, trouxe-nos a
descoberta da mesa para comer como objecto essencial, e da tapeçaria.
Parece-me que a bancada de trabalho, mesa alta própria para trabalhos
manuais em pé, antecedeu a ideia da mesa para comer. O uso do garfo
surge oficialmente com Henrique III, em 1536 . O quadro de Leonardo
da Vinci sobre a Santa Ceia confunde-nos. Na época de Cristo, não havia mesa para refeições.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 38
Data de inscrição : 22/01/2010

Ver perfil do usuário http://artededecorarap.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum